Home | Clínica | Atendimento ao Paciente | Convênios | Serviços | |

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Clique aqui para agendar
Acesse já o seu resultado
- Rinossinusite Crônica, Você pode ter e não saber
- Sangramentos Nasais
Veja mais
Cadastre se agora e receba
os nossos informativos!
Cadastrar

Home
A Clínica
  Corpo Profissional
  Histórico
Atendimento ao Paciente
Consulta Médica
Exames
  Audiometria
  Impedanciometria
  Otoneurológico
  Reabilitação Vestibular
  Processamento Auditivo
  Emissões Otoacústicas
  BERA Potenciais Auditivos
  Nasofibrolaringoscopia
  Laringoscopia Direta
  Fibroscopia de Laringe
  Videoendoscopia da Deglutição
Terapia Fonoaudiológica
Cirurgias
Cuidados Pós-operatórios
Resultados de Exames
Orientação Preventiva
Vídeos Informativos
Dicas de Saúde
Convênios
Cadastre-se
Fale Conosco
Mapa do Site

Home » Cuidados Pós-operatórios


 Pós-Operatório da Cirurgia de Amígdalas e Adenóides
Paciente
Após o término da cirurgia, o paciente fica um certo período( variável de 30 minutos a 1 hora), na sala de “recuperação pós-anestésica”. Em seguida, vai para o quarto. O paciente pode chegar ao quarto um pouco confuso, sonolento e com saliva que contém sangue. É possível a ocorrência de vômitos com a eliminação de um líquido escuro, que lembra uma “borra de café”, via de regra, em grande quantidade, o que não deve ser motivo para preocupação. Após a cirurgia, o paciente sente dor na garganta e às vezes, também nos ouvidos. Até os sete dias seguintes, pode ocorrer febre (que pode ser alta), mau hálito e a voz pode ficar, temporariamente, “fanhosa”. Durante o processo de cicatrização, é normal surgirem placas brancas ou amareladas na garganta, consideradas normais nesta fase.
Em se tratando de crianças, nos primeiros dias, podem ter pesadelos à noite.

Cuidados
• Evitar atividades fora de casa ou ao sol, que possam levar à batidas no nariz (jogar bola, andar de bicicleta, etc.).
• Repousar durante sete dias.

Dieta
• Após a cirurgia, nos dois primeiros dias, a dieta deve ser leve e líquida, devendo ser oferecido ao paciente somente alimento frio ou à temperatura ambiente.
• Não é permitida alimentação quente durante 7 dias.
• A criança pode tomar sorvetes de massa à vontade, leite, gelatina, iogurtes, mingau, pudim, leite batido com frutas/sorvete.
• Pode-se oferecer alimento batido em liquidificador ou amassado após o 30 dia (dieta pastosa).
• Evitar todo o tipo de alimento que provoca atrito (raspa) na garganta, como pão, bolacha e torradas, pois podem causar dor ou sangramento.
• Evitar alimentos ácidos e/ou com muito sal.


 Pós-Operatório da Cirurgia de Ouvido
Paciente
Após o término da cirurgia, o paciente fica um certo período (variável de 30 minutos a 1 hora), na sala de “recuperação pós-anestésica”. Em seguida, vai para o quarto. O paciente pode chegar ao quarto um pouco confuso, sonolento e com um curativo ou uma faixa no ouvido operado. É possível que o paciente sinta dor de cabeça/ou nos ouvidos. Até os cinco dias seguintes pode ocorrer febre (que pode ser alta).
É normal sentir o ouvido com audição reduzida nos primeiros dias após a cirurgia, pois fica um curativo dentro do canal do ouvido, que, posteriormente, será removido ou absorvido pelo próprio organismo. A audição retorna lentamente.

Cuidados
• Não molhar o curativo de forma alguma.
• Não falar muito.
• Evitar lavar o cabelo na primeira semana – caso necessário, lave com o auxílio de um profissional, sempre mantendo um algodão embebido com óleo de amêndoas, como proteção dos ouvidos.
• Não assoar o nariz com força. Se necessário faça-o o mais suave possível.
• Se for espirrar ou tossir, faça-o com a boca bem aberta e “para fora”, pois os espirros retidos podem causar muito mal.
• Evitar deitar ao lado do operado.
• Repouso durante 7 dias.
• Não praticar esportes ou qualquer tipo de esforço físico durante 30 dias.
• Após a retirada do curativo, colocar apenas algodão seco no ouvido. É provável que saia umedecido com sangue, ou com pequenos pedaços de curativo interno, o que é normal.

Dieta
Após a cirurgia, a dieta deve ser leve, até a data marcada para o retorno.


 Pós-Operatório da Cirurgia Nasal (sem tampão nasal)
Paciente
Após o término da cirurgia, o paciente fica um certo período (variável de 30 minutos a 1 hora), na sala de “recuperação pós-anestésica”. Em seguida, vai para o quarto. O paciente pode chegar ao quarto um pouco confuso, e sonolento. Estará com um curativo no nariz, chamado splint nasal, que pode esta umedecido com sangue, o que é normal. É possível a ocorrência de vômitos com a eliminação de um líquido escuro que lembra uma “borra de café”, via de regra, em quantidade, que não deve ser motivo para preocupação. Pode ocorrer febre, mau hálito e cefaléia frontal nas primeiras 48 horas.
Frequentemente, ocorre uma secreção nasal com sangue escuro, que sai pelo nariz, o que corresponde à própria secreção nasal com sangue residual, o que é perfeitamente normal.

Cuidados
• Evitar atividades fora de casa ou ao sol, que possam levar à batidas no nariz.
• Se for espirrar ou tossir, faça-o de boca aberta
• Não assoar o nariz por 14 dias.
• Repouso durante 5 dias.
• Durante o período em que estiver com o splint, o nariz poderá ficar obstruído, dificultando a respiração, principalmente nos primeiros dias após a cirurgia.
• Passar manteiga de cacau ou vaselina líquida nos lábios, para que não fiquem ressecados.

Dieta
• Após a cirurgia, nos dois primeiros dias, a dieta deve ser leve, devendo se oferecido ao paciente somente alimento frio ou à temperatura ambiente.
• Não é permitido alimentação quente durante 5 dias


 Pós-Operatório da Cirurgia Nasal (com tampão nasal)
Paciente
Após o término da cirurgia, o paciente fica um certo período (variável de 30 minutos a 1 hora), na sala de “recuperação pós-anestésica”. Em seguida, vai para o quarto. O paciente pode chegar ao quarto um pouco confuso, e sonolento. Estará com um curativo no nariz, chamado tampão nasal, que pode estar umedecido com sangue, o que é normal. É possível a ocorrência de vômitos com a eliminação de um líquido escuro que lembra uma “borra de café”, via de regra, em quantidade, que não deve ser motivo para preocupação. Pode ocorrer febre e mau hálito na primeiras 48 horas. O tampão nasal incomoda bastante o paciente. É composto por duas partes: um curativo externo e outro interno.
Frequentemente, ocorre uma secreção nasal com sangue residual, o que é perfeitamente normal.

Cuidados
• Evitar atividades fora de casa ou ao sol, que possam levar à batidas no nariz.
• Se for espirrar ou tossir, faça-o de boca aberta.
• Não assoar o nariz por 14 dias.
• Repouso durante 7 dias.
• Durante o período em que estiver com o tampão, o paciente somente poderá espirrar pela boca.
• Passar manteiga de cacau ou vaselina líquida nos lábios, para que não fiquem ressecados.

Dieta
• Após a cirurgia, nos dois primeiros diaas, a dieta deve ser leve, devendo se oferecido ao paciente somente alimento frio ou à temperatura ambiente
• Não é permitido alimentação quente durante 5 dias

Home | Clínica | Atendimento ao Paciente | Convênios | Serviços | |
Criação do Site: Criação de Sites.Com / Hospedagem: Misterhost